Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

"A televisão potencia as qualidades e defeitos dos candidatos à Casa Branca. E ontem tornou evidentes os primeiros sintomas de séria fadiga de ambos, mais acentuados no caso de McCain.

Como o formato os obrigava a mover-se constantemente no palco, o republicano deixava transparecer o peso da idade (72 anos) no passo arrastado. O próprio Obama, 25 anos mais novo, parecia longe dos momentos de fulgor dos comícios de Verão.

Ambos cometeram alguns lapsos formais: o democrata foi utilizando mais palavras do que era necessário para expressar as ideias mais simples; o republicano adoptou uma pose arrogante, em instantes cruciais, chegando a dizer "aquele" enquanto apontava o dedo a Obama, virado para o público. Ficou-lhe mal."

 

Pedro Correia, hoje no Diário de Notícias.



publicado por notasdeabrantes às 21:35 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Até outro dia!

Os Tribalistas

Manuela já tem sucessor

Placard Informativo

Empresas que mexem

Portas-Abertas nos Bombei...

O Campo dos Media

Para pensar

A Comunicação como apoio ...

A política de Portas-Aber...

arquivos

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds