Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

Qualquer decisão implica uma escolha.

Uma escolha pressupõe mais do que um caminho.

Qualquer caminho tem adeptos.

Por vezes, os adeptos ficam descontentes. Se o caminho escolhido foi outro.

A escolha deveria ter por base a discussão.

Discutir para melhor decidir, deveria ser (sempre) o lema.

A discussão para uma melhor decisão, procura o consenso. O consenso mais alargado possível, sem deixar de ser uma decisão. E, por isso, com adeptos descontentes.

A ser tudo isto verdade, compreende-se mal a recente reunião do secretário-geral do PS com professores simpatizantes do partido, por um lado, e a participação da ministra da Educação na Convenção Nacional da JS, realizada ontem, por outro.

Tanto um gesto como outro, fariam sentido, mas não agora.

A acção está certa, mas no tempo errado.

Agora, discutir para decidir, soa a reunir para justificar.

O que, de todo em todo, não cai bem!

 



publicado por notasdeabrantes às 17:01 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Até outro dia!

Os Tribalistas

Manuela já tem sucessor

Placard Informativo

Empresas que mexem

Portas-Abertas nos Bombei...

O Campo dos Media

Para pensar

A Comunicação como apoio ...

A política de Portas-Aber...

arquivos

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

visitas
blogs SAPO
subscrever feeds