Domingo, 21 de Dezembro de 2008

"Um pedido à autarquia é a reparação do recinto e caiação dos muros da Capela de S. José e os ecopontos aguardam muito tempo para ser despejados."

25 de Dezembro de 2003

 

"Mais uma morte na malfadada Estrada 118, dentro da freguesia (...).

Para quando a colocação de semáforos? Apesar deste assunto ser noticiado na imprensa regional e apresentado na Assembleia de Freguesia, não é encarado pelo Instituto de Estradas, nem pela Autarquia apesar do movimento caótico em certos períodos. (...) Um dos deveres das autarquias é o saber ouvir e interpretar e dar satisfação aos problemas dos munícipes."

29 de Abril de 2004

 

"Realizou-se o Passeio convívio anual organizado pela Junta de Freguesia, no passado dia 25 de Junho. (...) Tudo correu dentro da normalidade. Parabéns à Junta de Freguesia."

22 de Julho de 2005

 

"Felizmente a Sociedade Instrução Musical Rossiense viu a luz verde ao fundo do túnel. A sua crise está ultrapassada. No passado dia 27 de Janeiro, a nova Direcção tomou posse. (...) A Sociedade não pode sobreviver com a quotização que tem. Eu como sócio já aumentei a quota e apelo aos restantes sócios, sobretudo àqueles que o podem fazer, que o façam também, para que a cultura seja uma realidade no futuro."

3 de Fevereiro de 2006

 

"Felizmente a Rua dos Marmeleiros, lado nascente, vai ser reparada, assim como a sua valeta. Esta Rua aguarda a reparação desde 1993. Costuma-se dizer "mais vale tarde do que nunca" e é o que vai acontecer. Espero que assim aconteça na Vala do Ricães, que aguarda há anos a abertura, para bem do lado nascente do Rossio."

13 de Abril de 2007

 

"Realizou-se no dia 30 de Setembro, a 3ª Assembleia de Freguesia (...). Estiveram presentes quatro munícipes. Um foi o colaborador do nosso jornal, o único que interveio no ponto 4. (...) Foi também chamada a atenção sobre o terreno municipal junto ao rio tejo, em que estão despejando electrodomésticos de grande dimensão. (...) Por último agradeceu ao Executivo o auxílio às colectividades locais."

17 de Outubro de 2008

 

Numa altura em que a maior parte dos políticos começa a fazer o giro pelas freguesias, porque as eleições começam a estar na ordem do dia, lembrei-me do Sr. Ricardo Silva.

O Sr. Ricardo Silva, reside no Rossio ao Sul do Tejo, e é colaborador do Jornal Nova Aliança.

Com regularidade, habituei-me a estar ao corrente das notícias dessa freguesia, pela pena deste senhor.

Sem ofender ninguém (pessoas ou instituições), sempre soube chamar a atenção quando se justificava, mas também a elogiar e agradecer, quando chegava esse momento.

Os excertos acima, propositadamente um por cada ano, são a prova de que o que move o Sr. Ricardo Silva, é o amor à terra onde vive. Não são outros interesses, para além desse amor genuíno. A sua idade e saúde já não o permitem.

Quando teremos políticos deste quilate?

Com opinião regular, com sugestões, críticas, mas também elogios?

Cujo único interesse seja o amor à sua terra?

Nos próximos meses, com o aproximar da campanha, irei lembrar-me com frequência dos poucos Ricardos Silvas, que abominam a política. Para quem não existe esquerda e direita, vermelho, laranja ou azul, mas sim apenas munícipes, que existem para além das eleições.

Força Sr. Ricardo Silva! Parabéns ao Jornal Nova Aliança, por ter a coragem de ter um colaborador como este.



publicado por notasdeabrantes às 16:08 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Até outro dia!

Os Tribalistas

Manuela já tem sucessor

Placard Informativo

Empresas que mexem

Portas-Abertas nos Bombei...

O Campo dos Media

Para pensar

A Comunicação como apoio ...

A política de Portas-Aber...

arquivos

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds